domingo, 1 de março de 2009

Flashs de uma doce parceria


Débora Duarte e Marco Nanini, no início dos anos 70.
Ambos integraram o elenco da novela "Carinhoso"
(Rede Globo, 1973/1974): ela como Marisa e ele como Faísca.


O encontro de Débora e Marco Nanini na TV repetir-se-ia em 1975, ainda na Rede Globo, com "Pecado Capital", em que os dois deram vida aos irmãos Vilminha e Vinicius (ver foto na matéria "De Lulu a Vilminha"), filhos de Salviano Lisboa (Lima Duarte).


Mas foi no teatro que esta parceria se tornou mais profunda e intensa, pois ambos estrelaram a peça "Doce Deleite", de Alcione Araújo, José Márcio Penido, Mauro Rasi e Vicente Pereira, com direção do primeiro.


Débora Duarte e Marco Nanini
em "Doce Deleite", no início dos anos 80.


Grande sucesso, "Doce Deleite" viajou por todo o Brasil e esteve em cartaz de 1981 a 1984, sendo que Débora sucedeu às atrizes Marília Pêra, Regina Casé e Bia Nunes na parceria com Marco Nanini.
Tratava-se de uma sequência de esquetes cômicos, os quais serviam de pretexto a uma série de composições de tipo por parte da dupla.

3 comentários :

Sergio Gonçalves dos Santos disse...

o mulherão

é sentir-se homem na hora mais certa
é passar pela agonia da dor do parto
é cantar as tristezas em forma de seresta
é fazer a própria comida e por o prato

é aquele que se diz machista e não presta
que sai com a vizinha e é mesmo safado
deixando a mulher sozinha, na quaresma
sem ter um pouquinho do prazer amado

ele não corta cebolas e nem chora a paixão
de estar nadando contra a corrente em vão
nem descasca batatas, nem lava o negro feijão

não porque ele seja um homem assim racista
nem por estar cotado a presidente machista
mas, por não escutar a voz do coração: fretista.

beija-flor-poeta


amei o teu blog, simpesmente mágico.

sergio, beija-flor-poeta

Anônimo disse...

Débora Duarte

Adorei te conhecer pessoalmente quando fui assistir a peça Doce Deleite.
Durante uma brincadeira que você e o Marco Nanini encenavam, ganhei até um beijo seu, além de duas entradas para assistir a peça, coisa que eu o fiz novamente.
Confesso que fui ver a peça para ver o Nanini mas foi bom conhecer seu trabalho no teatro, pois só o conhecia da televisão, do qual me lembro bem de Vilminha, na novela Pecado Capital.
Estava vendo uma entrevista sua no Canal Viva, deu saudades.

Anônimo disse...

Débora Duarte

Adorei te conhecer pessoalmente quando fui assistir a peça Doce Deleite.
Durante uma brincadeira que você e o Marco Nanini encenavam, ganhei até um beijo seu, além de duas entradas para assistir a peça, coisa que eu o fiz novamente.
Confesso que fui ver a peça para ver o Nanini mas foi bom conhecer seu trabalho no teatro, pois só o conhecia da televisão, do qual me lembro bem de Vilminha, na novela Pecado Capital.
Estava vendo uma entrevista sua no Canal Viva e deu saudades.